Subscrever Newsletter

Eficácia dos óleos ozonizados nas infeções orais

Início/Dentária/Eficácia dos óleos ozonizados nas infeções orais

Maio 3, 2022

Eficácia dos óleos ozonizados nas infeções orais

O Ozono tem a capacidade de oxidar compostos orgânicos e inorgânicos, reagindo imediatamente com eles. Assim, é expectável que este oxide a membrana plasmática de diversos microorganismos, incluindo bactérias, vírus e fungos e, que consequentemente, os destrua.
Dadas as ações germicidas e o seu poder oxigenativo, que favorecem a regeneração tecidular, os óleos ozonizados podem ser utilizados no tratamento de alveolite após extração do terceiro molar[i].
Os óleos ozonizados atuam contra bactérias, fungos e vírus.
Os óleos ozonizados conseguem inativar funções vitais de bactérias, sem que estas desenvolvam imunidade à sua ação, conseguindo atuar sobre bactérias gram positivas – as quais são mais sensíveis à sua ação – mas também sobre gram negativas, bactérias anaeróbias, sendo especialmente úteis em bactérias cariogénicas, sobretudo, Streptococcus mutans e Streptococcus sobrinus.
Dada a sua ação sobre diversos ácidos gordos insaturados (presentes nos envelopes e cápsides virais) permite ainda a rápida destruição destes agentes sem dano às células humanas.
O uso dos óleos ozonizados é, de tal forma, seguro e simples que pode ser utilizado pelo doente em casa, depois dos tratamentos de dentária em clínica.


[i] Shoukheba, M. Y. M., & Ali, S. A. (2014). The effects of subgingival application of ozonated olive oil gel in patient with localized aggressive periodontitis. A clinical and bacteriological study. Tanta Dental Journal, 11(1), 63–73. doi:10.1016/j.tdj.2014.04.001

 

Ver versão completa

Outros Artigos de Interesse

Verruga plantar

5 de Dezembro, 2022|

Verrucae plantaris, usualmente conhecida como verruga plantar, são lesões cutâneas ...

Placa Bacteriana

5 de Setembro, 2022|

A placa dentária caracteriza-se por ser a comunidade de microrganismos ...

Acne

3 de Maio, 2022|

A acne vulgaris é uma desordem pilossebácea que afeta mais ...

Go to Top